Queda De Cabelos

Queda de cabelos é um assunto muito amplo e com diversas apresentações clínicas.

Pode ser classificada em localizada (pelada) ou difusa, com ou sem alterações no couro cabeludo, contínua ou sazonal, etc. Para facilitar nosso entendimento vou falar sobre os tipos mais comumente vistos no consultório, a alopécia androgenética (calvície hereditária) e o eflúvio telógeno. A calvície hereditária afeta ambos os sexos,
porém é mais frequente no sexo masculino. Como o próprio nome diz, há história de calvície na família, principalmente pais e avós. A pessoa percebe progressiva diminuição do volume de cabelos, as vezes em fotos ou em comentários do próprio cabeleireiro. Frequentemente a pessoa não percebe aumento da queda, apenas diminuição do volume.

A calvície hereditária ocorre devido à maior sensibilidade dos folículos a quantidades normais de hormônios. Desta forma ocorre um processo chamado de miniaturização do fio, ou seja, em cada troca, o fio novo vai durar um pouco menos e será um pouco mais fino, até que após alguns ciclos ocorre morte ou atrofia do fio.

O tratamento consiste em medicamentos que bloqueiam este processo, reduzem a queda e prolongam o tempo de vida do fio. Eles serão usados na forma de loções, xampus e via oral.

A intradermoterapia e, recentemente, o microagulhamento produzem ótimos resultados em muitos casos. Outro método coadjuvante é o uso de luz de led vermelha na forma de boné.
Quanto antes iniciar o tratamento melhores serão as chances de bons resultados.

Outra causa frequente de queda de cabelo chama-se eflúvio telógeno. Todos os dias trocamos cerca de 100 fios de cabelos. Em algumas circunstâncias de pós-estresse físico ou emocional este número pode atingir até 500 fios por dia, trazendo muito angústia e preocupação ao paciente. Em geral, este tipo de queda inicia-se 3 e 6 meses após o evento estressante e costuma durar, também, 3 a 6 meses, podendo atingir até metade de todos os fios.

O eflúvio telógeno é visto após estresse físico como cirurgias, partos, febre, emagrecimento, infecção severa, etc ou estresse psicológico como mudanças, separação, perda de emprego, morte de ente querido, etc. O tratamento consiste em tranquilizar o paciente a respeito do quadro e o uso de medicamentos tópicos e orais para diminuir a queda e acelerar o crescimento dos novos fios.